Geriatria: especialidade médica com enorme potencial de absorção
Por: Marketing Pos FG - 30/04/2019

O envelhecimento da população é um fenômeno mundial. No Brasil, esse processo se iniciou a partir de 1960 e tem crescido bastante rápido. Em 1940, a população brasileira era composta por 42% de jovens com menos de 15 anos enquanto os idosos representavam apenas 2,5%. Em 2010, a população de jovens foi reduzida a 24% e os idosos passaram a representar 10,8%, ou seja, um aumento de 400% se comparado ao índice anterior.

Atualmente, de acordo com dados do IBGE, a população idosa no Brasil é de 22,9 milhões (11,34% da população) e a estimativa é de que nos próximos 20 anos esse número mais do que triplique. Enquanto o número de idosos aumenta ano a ano, existem apenas 1.817 geriatras no Brasil, uma média de apenas um especialista para cerca de 20 mil idosos, conforme dados da mais recente Demografia Médica Brasileira.

Desta forma, a especialização em Geriatria e Gerontologia vem ganhando reconhecimento por ser uma área de atuação que trabalha não só com doenças que ainda prevalecem nesta idade, tais quais hipertensão arterial, doença coronariana, entre outras, como com ferramentas que auxiliam na melhora da qualidade de vida da população idosa.

É fato que nem o País nem a medicina brasileira está preparada para atender às demandas da população idosa. Sendo assim, é essencial que os profissionais da saúde invistam em qualificação para atuar com esta fase da vida. O coordenador dos cursos de pós-graduação médica da POSFG, Dr. Renato Kaufman, destaca que o aumento da expectativa de vida e o envelhecimento da população brasileira vai demandar profissionais médicos qualificados para atender a esta população com características peculiares. “A pós-graduação é um meio muito importante de qualificação e aprendizado do conhecimento relacionado a especialidade”, enfatiza Kaufman.

Pós-Graduação em Geriatria e Gerontologia

A POSFG está com inscrições abertas para a pós-graduação lato sensu em Geriatria e Gerontologia. A próxima turma presencial deve acontecer em São Paulo. O início das aulas está previsto para o mês de junho. Os encontros acontecem sempre aos finais de semana. A carga horária é de 432 horas/aula. Todos os professores têm grau de especialistas, mestres e/ou doutores.

Para ser intitulado especialista, o médico precisa preencher todos os pré-requisitos exigidos pela sociedade brasileira da especialidade e ser aprovado na prova de títulos.

Além de Geriatria e Gerontologia, estão confirmadas duas novas turmas de pós-graduação médica na capital paulista. Os cursos com início em maio são: Dermatologia e Oftalmologia.

Mais informações em www.posfg.com.br ou pelo 0800 600 3720.

Publicidade:
Últimas Noticias
30/09/2019
17/09/2019
17/09/2019
16/09/2019