Laramara promove encontro para discussão sobre orientação e mobilidade no Brasil
Por: Tacla Comunicação - 13/05/2019

ENOM acontece nos dias 16, 17 e 18 de maio e reúne profissionais da área de deficiência visual

A Laramara – Associação Brasileira de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual promove, neste ano, o ENOM – Encontro Nacional de Orientação e Mobilidade, nos dias 16, 17 e 18 de maio, das 8 às 18h, no Centro Paralímpico Brasileiro, em São Paulo. Com o tema ‘Ideias e ações para um novo tempo’, o objetivo do encontro é debater sobre os assuntos orientação e mobilidade, questões fundamentais para a educação e a reabilitação de pessoas cegas, com baixa visão e surdocegueira.

O evento reunirá 200 pessoas, entre profissionais da área, gestores e líderes de organizações sociais de todo o Brasil, que prestam apoio, assistência e atendimento à pessoa com deficiência visual. “Receberemos líderes de 20 estados. Essa representatividade é importante para o ENOM, uma vez que apresenta realidades distintas das ONGS participantes, relevante para manter a pluralidade no debate”, ressalta Nelma Meo, profissional de educação física da Laramara e organizadora do evento.

Os especialistas participarão das mesas de debate e oficinas, em espaços para discussões, reflexões e ações necessárias para a área de orientação e mobilidade juntamente com o Grupo de Trabalho do ENOM, formado pelos palestrantes e lideranças presentes, que será responsável pela elaboração de um documento compilado sobre todas as questões referentes à formação e regulamentação da profissão de Orientação e Mobilidade.

“Esperamos com este encontro avançar nas discussões e gerar uma pauta importante para a nossa área – a regulamentação da profissão de Orientação e Mobilidade. Com isso, pretendemos construir coletivamente, uma qualificação e melhora na qualidade do atendimento das pessoas com deficiência visual do Brasil”, explica Nelma.

O ENOM é organizado pela Laramara com patrocínio da SkyFly Viagens, apoio da ONCB – Organização Nacional de Cegos do Brasil, do Comitê Paraolímpico Brasileiro, da Rede Lucy Montoro de Reabilitação Visual – Humaitá, por meio do Centro de Tecnologia e Inovação para Pessoas com Deficiência Visual e do Governo do Estado de São Paulo. Célia Leão, secretária dos Direitos da Pessoa com Deficiência Visual; Mizael Conrado, Presidente do Comitê Paralímpico; Mara Siaulys, Presidente da Laramara; e Priscila Gaspar, Secretária Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, são algumas das personalidades presentes no evento.

Programação das Mesas

16 de maio
08:00 Credenciamento e entrega do material

08:30 Abertura
09:00 Mesa 1: A profissão de Orientação e Mobilidade - Formação e regulamentação
Debatedores: Artur José Braga de Mendonça (Instituto de Cegos Antônio Pessoa de Queiroz – IAPQ – Recife – PE) e Eduardo José Drezza (Fundação Dorina Nowill para Cegos – SP)
Mediador: João Álvaro de Moraes Felippe (Laramara)
10:30 Café
11:00 Mesa 2: Aspectos Psicossociais do trabalho de Orientação e Mobilidade
Debatedores: Edvaldo Bueno de Oliveira (Centro de Reabilitação Lucy Montoro – Sorocaba – SP) e Eliana Ormelezi (Laramara)
Mediador: Rosângela Barqueiro (Laramara)
12:30 Almoço

17 de maio
08:00 Mesa 3: Especificidades da Orientação e Mobilidade – Baixa Visão

Debatedores: Rodrigo Bueno (Presidente do Grupo Retina São Paulo – SP) e Simone Pessoa de Souza (Centro Especializado em Reabilitação “Menina dos Olhos” da Fundação Altino Ventura/FAV – Recife – PE)
Mediador: Nelma Martinez de Meo (Laramara)
09:00 Mesa 4: Acessibilidade – O que estamos fazendo?
Debatedores: Ana Claudia Domingues (CMPD – Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência – SP) e Henrique Sales Rosica (ACIC – Associação Catarinense para Integração do Cego – Florianópolis – SC)
Mediador: João Álvaro de Moraes Felippe (Laramara)
10:30 Café
11:00 Mesa 5: Especificidades da Orientação e Mobilidade – Crianças
Debatedores: Alessandra Aparecida Branco Vieira (Unidade de Atendimento ao Deficiente Visual – Olhos da Alma – Jaboticabal – SP), Miralva dos Santos Silva (Centro de Intervenção Precoce do Instituto de Cegos da Bahia – BA) e Flora Duarte (ISMAC – Instituto Sul-matogrossense para Cegos “Florivaldo Vargas”)
Mediadores: Sonia Mitico Fucasse Gondo (CTI Humaitá/Serviço de Reabilitação Lucy Montoro – Humaitá) e Silvia Andreossi (Laramara)
12:30 Almoço

18 de maio
08:00 Mesa 6: Especificidades da Orientação e Mobilidade – Surdocegueira e Deficiência Múltipla

Debatedores: Izabeli Sales Matos (ACEC – Associação de Cegos do Estado do Ceará – Fortaleza – CE) e Thiago Parreira Sardenberg Soares (Instituto Benjamin Constant – RJ)
Mediador: Silvia Costa Andreossi e Lilia Giacomini (Laramara)
09:30 Mesa 7: Especificidades da Orientação e Mobilidade – Cão-guia
Debatedores: George T. Harrison e Thiago G. Pereira (Instituto Magnus – Salto de Pirapora – SP) e Rodrigo Abreu de Freitas Machado (Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Brasília – DF)
Mediador: Beto Pereira (Laratec – Tecnologias assistivas/Laramara)
10:30 Café
11:00 Mesa 8: Formação e Regulamentação da Profissão de Orientação e Mobilidade (síntese das discussões e encaminhamentos)
Mediadores: Representantes do Grupo de Trabalho
12:30 Almoço e Confraternização (Encerramento oficial do evento, com exceção dos participantes que ainda possuírem atividades nas oficinas)

Programação das oficinas
Todas as tardes das 14 às 18h, com inscrições prévias
Oficina 1: Tecnologias Assistivas na Orientação e Mobilidade – Leonardo Gleisson e Robert Mortimer (Laratec – Laramara) e Ricardo Melo (Desenvolvimento Institucional – Laramara)

Oficina 2: Especificidades da Orientação e Mobilidade – Avaliação e atendimento da pessoa com surdocegueira e deficiência múltipla – Lilia Giacomini e Silvia Andreossi (Laramara)
Oficina 3: Especificidades da Orientação e Mobilidade – Avaliação de pessoas com baixa visão e cegueira – Leandro Lanchotti e Marcelo Inagaki (CTI Humaitá/Serviço de Reabilitação Lucy Montoro - Humaitá); Silverlei Silvestre Vieira (Laramara) e Eduardo José Drezza (Fundação Dorina Nowill para Cegos)
Oficina 4: Aspectos psicomotores e esportes adaptados – Filipe Barbosa (Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro)
Oficina 5: Especificidades da Orientação e Mobilidade – Atendimento da pessoa com baixa visão – Nelma Martinez de Meo (Laramara)
Oficina 6: Cartografia Tátil e Orientação e Mobilidade – Cecília Maria Oka (Laramara); Waldirene do Carmo (USP) e Carla Gimenes de Sena (UNESP)  
Oficina 7: Especificidades da Orientação e Mobilidade - Idosos - Maria Cecília Lara de Toledo (Quero Pedalar) e Isabel Aparecida de Souza (Laramara)
Grupo de Trabalho Formação e regulamentação da profissão de Orientação e Mobilidade - 20:00 às 22:00 (16 e 17 de maio, com inscrições prévias)

Serviço
Data: 16, 17 e 18 de maio

Horário: das 8h às 18h
Local: Centro Paralímpico Brasileiro - Rodovia dos Imigrantes - Vila Guarani, São Paulo
Inscrições pelo site www. laramara.org.br/pre-inscricao-encontro-nacional-de-orientacao-e-mobilidade/

Sobre a Laramara:
A Laramara é uma das mais atuantes instituições especializadas em deficiência visual e um centro de referência na América Latina no desenvolvimento e na pesquisa na área. Fundada em 1991, realiza atendimento especializado nas áreas socioassistencial e socioeducativa com ações complementares e atividades específicas essenciais à aprendizagem e ao desenvolvimento das pessoas com deficiência visual . As atividades são realizadas em grupos e os usuários dispõem ainda de atendimentos específicos de Atividades de Vida Autônoma, Braille, Soroban, Desenvolvimento da Eficiência Visual (Baixa Visão) e Orientação e Mobilidade. Disponibiliza recursos humanos para apoio à inclusão social, colabora para o aperfeiçoamento e a capacitação de profissionais e divulga suas experiências e aquisições para todo o Brasil, por meio de recursos instrucionais produzidos por sua equipe, como livros, manuais e DVDs. Laramara trouxe para o Brasil a fabricação da máquina Braille e da bengala longa, indispensáveis para a educação e a autonomia da pessoa cega. Buscando a inclusão profissional de jovens e adultos com deficiência visual, ampliou seu projeto socioeducativo em 1996 realizando atendimento para essa população. 

Publicidade:
Últimas Noticias
30/06/2019
17/05/2019
17/05/2019
17/05/2019