White Martins: produtividade hospitalar é o foco no 5º CONAHP
Por: In Press Porter Novelli - 14/11/2017

Destaque da empresa é o LUPA, que utiliza metodologia Lean Six Sigma por meio de treinamentos para reduzir custos e ampliar performance operacional

São Paulo, 22 a 24 de novembro de 2017. A White Martins reforça seu compromisso, no 5º CONAHP, em contribuir com uma gestão hospitalar mais produtiva, por meio do LUPA (Lucro Potencial Ampliado). O programa aplica a metodologia Lean Six Sigma, conjunto de iniciativas com eficácia reconhecida por indústrias do mundo inteiro, para ampliar performance e reduzir perdas em hospitais, clínicas e laboratórios em todo o Brasil.

Durante o evento, os visitantes também poderão conhecer uma ampla gama de produtos exclusivos que aliam inovação, aumento de performance, redução de custos e confiabilidade no estande da empresa (nº3 do evento). “Estes equipamentos proporcionam celeridade no atendimento, qualidade na experiência clínica, bem-estar do paciente e ampliação das opções de tratamento para o corpo médico. Desta forma, mantemos o comprometimento da companhia com o futuro do segmento de healthcare no Brasil em total sinergia com a temática dos debates e painéis desta edição do Congresso Nacional de Hospitais Privados”, comenta Lourival Nunes, gerente de tecnologia e aplicações da White Martins. O evento é realizado no Sheraton WTC Avenida da Nações Unidas, 12559 - Brooklin Novo

PRODUTIVIDADE

O LUPA consiste na capacitação de até 230 profissionais (gestores e equipes das áreas operacional e administrativa) de cada estabelecimento hospitalar durante 12 meses. São formados black, green e yellow belts;especializados em eficiência de processos. “Ao fim do programa, estes profissionais se tornam capazes de identificar oportunidades para ganho de produtividade; problemas crônicos de gerenciamento; perdas de tempo em ações; e fazer uma melhor gestão de leitos e preparação mais eficaz de centros cirúrgicos. Essas ações também contribuem para a redução de custos e a geração de receita para nossos atuais e futuros clientes”, comenta Lourival Nunes.

O programa utiliza a metodologia “Learn by Doing(Aprender fazendo, em inglês), que promove o desenvolvimento de soluções em formato de projetos. O retorno do investimento no LUPA ocorre logo no primeiro projeto. A expectativa é ter 60 projetos implementados ao longo de cada programa.

“O LUPA é capaz ainda de promover um aumento de 80% em novos atendimentos sem expansão de infraestrutura hospitalar e gerar crescimento de 83% no número de cirurgias sem demandar aportes na ampliação da unidade”, analisa Lourival Nunes.

O gerente acrescenta que a White Martins disponibiliza consultores master black belts, totalmente integrados aos clientes, para garantir a excelência na formação das equipes e o sucesso na implementação dos projetos.

Publicidade:
Últimas Noticias
30/11/2017
17/11/2017
17/11/2017
17/11/2017