Gestão de leitos mais do que integrada
Por: Redação - Revista HOSP - 10/04/2015

Com números que ressaltam a grande demanda de uma entidade referência regional e nacional - mais de 25,5 mil internações, 21,5 mil cirurgias e 1,3 milhão de exames realizados em 2014 -, o Hospital Moinhos de Vento, no RS, em busca de uma maior rotatividade e um melhor gerenciamento dos leitos, desenvolveu um sistema exclusivo de gestão informatizada, centralizando e agilizando a disponibilização de informações. Implantado no segundo semestre do ano passado, possibilita a criação de um "mapa de locação" dos leitos com um diferencial: uma previsão de alta com melhor confiabilidade.

"Com esse sistema temos índices de acerto de previsibilidade de 66% no caso de pacientes clínicos, 88% para cirúrgicos e 98% para obstétricos, o que nos permite, por consequência, ter um levantamento mais claro das vagas ou não disponíveis, o que por sua vez influencia diretamente em novos agendamentos e diminui consideravelmente o índice de ociosidade", detalha Gabriel Dalla Costa, gerente médico da entidade.

Desde o primeiro dia da internação, as informações coletadas por toda equipe de atendimento permitem constituir essa perspectiva de previsão de alta e liberação. "Em uma rápida avaliação, podemos considerar que esse sistema já nos permite uma redução de 8% no tempo de internação e desocupação do leito de cada paciente, o que é já um ganho considerável para tão pouco tempo de uso", analisa o médico.

Apenas para se ter ideia, após a instalação do sistema, que foi desenvolvido internamente na instituição pela sua equipe de tecnologia da informação, a partir de um trabalho conjunto com as outras áreas de atendimento (equipes médicas, de enfermagem, de hotelaria hospitalar, etc.), foi possível ampliar o número de internações em mais 770 em comparação à primeira metade do ano. Além disso, muitos outros benefícios podem ser destacados, como:

  • criação de relatórios gerenciais: é possível visualizar mais rapidamente os leitos que estão prestes a serem liberados, bem como a demanda para novas ocupações em cada dia;
  • estudos de casos: com a compilação e alimentação das informações, quais tipos de casos as internações foram mais longas, os motivos pela não liberação dos médicos (pacientes que aguardam exames, apresentam instabilidade clínica, aguardam orientação e treinamento sobre utilização de determinada dispositivo, etc), quais procedimentos estão demandando mais tempo, como limpeza, banho de leito, etc. Assim, pode-se, por exemplo, indicar quais áreas necessitam de mais apoio ou precisam de reorganização para que a liberação dos leitos e o atendimento do paciente seja agilizado.

A entidade criou o Comitê de Fluxo do Pacientes (que trabalha ligado a um projeto de captação de pacientes gravemente doentes e complexos), de forma a melhor realizar o acompanhamento de cada processo desde o seu primeiro atendimento dentro do Hospital, para que o fluxo seja otimizado e as ineficiências minimizadas. E para agilizar a alimentação de informações e a desocupação, após cada realização de etapa de cuidados, está em fase de implementação um sistema no qual o profissional responsável pela etapa de limpeza do leito informa por meio de voz a conclusão do trabalho para uma central, evitando o tempo gasto com a alimentação por um terminal computadorizado.

"Todo o trabalho visa a ter uma maior segurança nas informações e uma maior rapidez em sua disponibilização para toda a equipe, assim conseguimos a redução de desperdícios de uma forma global, mantendo a alta qualidade no atendimento e nos cuidados oferecidos", finaliza o médico.

Pioneiro e implantando a menos de um ano, o projeto deverá se tornar um estudo científico para projetos de pós-graduação de profissionais envolvidos em seu desenvolvimento. A implantação, resultados e benefícios, além dos detalhamentos de modificações na estrutura, estão sendo compilados para que o estudo seja concluído e divulgado.

Para ler a matéria na integra clique aqui

Publicidade:
Últimas Noticias
31/07/2017
27/06/2017
27/06/2017
27/06/2017