Tecnologia para Momentos Críticos
Por: Redação - Revista HOSP - 15/07/2015

Quanto maior a demanda na área de saúde por serviços de alta qualidade maior deve ser a aposta dos hospitais em tecnologias de última geração, que tragam maior resolutividade de casos, promovam a mais rápida recuperação do paciente e permitam atender às necessidades mais imediatas, inclusive de produtividade das instituições e das equipes profissionais.

Recentemente, o Hospital Amaral Carvalho (HAC), em comemoração ao seu centenário, anunciou a inauguração de importantes novas alas, que incluem o Centro Cirúrgico, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e setores de apoio. Após 14 anos, as obras foram concluídas.

O projeto teve início em 2001 com recursos financeiros do Ministério da Saúde.

O prédio de dois andares tem área construída de 6.064 m2: no térreo fica a recepção geral; no 1o piso, a Central de Material e Esterilização e a UTI; e o Centro Cirúrgico no 2o piso.

Se antes eram realizados aproximadamente 1.200 procedimentos por mês no antigo centro cirúrgico, entre intervenções oncológicas de alta complexidade, cirurgias bariátricas e outras de menor complexidade, essa capacidade devera ser ampliada consideravelmente. O mesmo deve ocorrer na UTI, que antes atendia cerca de 120 pacientes por mês, com 10 leitos. Nesse caso, o espaço foi duplicado: agora são 20 leitos para urgência e emergência, hemodiálise e realização de transplantes de medula óssea ? procedimento no qual o HAC é referência nacional.

O espaço onde funcionavam o Centro Cirúrgico e a UTI anterioremente deverá abrigar agora o Hospital da Mulher e a Unidade de Internação do setor de cuidados paliativos.

O grande destaque do anexo está no uso de dispositivos de alta tecnologia. No Centro Cirúrgico, por exemplo, além de salas equipadas com novos focos, mesas e bisturis elétricos, será utilizado pela primeira vez o carrinho de anestesia mais moderno do mercado, o Zeus Infinity Empowered, da Drager Medical (www.draeger.com). O diretor Clínico do HAC e anestesista, Fausto Chiachio Guimarães, explica que o diferencial do equipamento é a possibilidade de fazer o alvo controlado do agente inalatório. "É possível realizar anestesia inalatória, intravenosa ou ambas, simultaneamente, de acordo com a necessidade de cada paciente e de maneira mais eficiente".

Com estação de trabalho completa, a nova ferramenta proporciona maior segurança durante o procedimento. "Sem dúvida é um grande avanço para o Hospital Amaral Carvalho e um ganho aos usuários dos serviços de saúde da instituição", afirma Fausto.

As novas alas levarão o nome de dois grandes profissionais que contribuíram com o sucesso do centenário Hospital Amaral Carvalho; uma homenagem da diretoria aos ex-membros, falecidos.

O Centro Cirúrgico Dr. Ricardo Cesarino Brandão, é um tributo ao ex-presidente da instituição. Radiologista e especialista em medicina nuclear, é símbolo do pioneirismo nessa área no Estado de São Paulo, feito do qual muito se orgulhava.

A Unidade de Terapia Intensiva Dr. Antonio Carlos Ferreira Dias reverencia o ex-vice-presidente e membro do Conselho Curador do HAC. Advogado e engenheiro civil, tinha participação ativa na diretoria institucional, sempre em busca de melhorias. Antonio Luís Cesarino de Moraes, superintendente da entidade, ressalta o merecimento de ambos à homenagem. "Esses profissionais e amigos do Amaral Carvalho acompanharam nossa luta pela construção do anexo e contribuíram para que alcançássemos esse objetivo. Fica nosso eterno agradecimento", disse.

De olho nas tecnologias
Realizada na última quinzena de maio, a Feira Hospitalar 2015 foi palco para apresenação de tecnologias como as recém adquiridas pelo HAC.

Para ler a matéria na integra clique aqui.

Publicidade:
Últimas Noticias
30/08/2017
21/08/2017
21/08/2017
17/08/2017